Não há dados científicos até o momento que demonstrem um aumento de risco de infecção pelo Coronavirus ou maior gravidade dos casos infectados entre os pacientes com rinite alérgica. O mesmo se observa com asma até o presente momento.

Independente destes dados, é importante que os pacientes com manifestações respiratórias (asma, rinite) sigam as orientações médicas para manter sua doença sob controle, limitando as possibilidades de exacerbações graves.

Recomenda-se que pacientes que estejam infectados pelo coronavirus e em tratamento para rinite alérgica mantenham o corticosteroide nasal, na dose prescrita pelo médico. Não parem de usar o corticosteroide tópico nasal, pois seu uso não possui efeitos supressores sobre o sistema imunológico. Além disso, uma eventual piora dos sintomas, principalmente espirros, pode aumentar a disseminação viral.

À luz dos conhecimentos atuais, devemos seguir as recomendações de manutenção do tratamento das doenças respiratórias crônicas, incluindo-se a rinite alérgica, visando o seu controle clínico.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *