A rinite alérgica é a doença crônica da mucosa do nariz que mais afeta as crianças e adultos, diminuindo a qualidade de vida, afetando o desempenho escolar e social.

O fator genético e hereditário é marcante na rinite alérgica, que pode iniciar em qualquer idade da vida, embora seja mais comum na infância e adolescência, e atinge igualmente meninos e meninas.

Um bebê cuja mãe ou ambos os pais sejam alérgicos terá aumentada de 50% a 70% a chance de desenvolver uma doença respiratória, inclusive rinite alérgica.

A associação com outras doenças, como asma, conjuntivite, sinusites, otites, e a respiração oral provoca um impacto ainda maior na saúde das crianças.

Se o seu filho apresenta obstrução nasal frequente ou persistente, respira pela boca, apresenta roncos noturnos, coça o nariz, os olhos e/ou ouvidos, tem crises de espirros ou o nariz escorre o tempo todo, tem lacrimejamento ocular e olhos vermelhos e inchados, tem tosse persistente ou em crises, dores de cabeça ou mesmo “resfriados” que demoram a melhorar, procure um médico Alergista. Seu filho pode ter rinite.

Nunca ofereça um medicamento sem a orientação médica. A automedicação deve ser evitada sempre, pois pode acarretar danos à saúde ou mesmo expor a criança a riscos desnecessários.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *